GatesAir apresenta transmissores e soluções de transporte de sinal IP na IBC 2017

Soluções de transporte de sinal são voltadas aos broadcasters de rádio e buscam evitar falhas e fortalecer a confiança em locais de grande uso das redes

Compartilhe

Receba nossa newsletter
Setembro de 2017 Edição do Mês

Da Redação


 

A GatesAir oferecerá produtos diversos durante a IBC 2017. A primeira novidade são as soluções relacionadas ao transporte de sinal IP para broadcasters de rádio, com dois produtos: o software Intraplex IPConnect e o codec IP Link MPXp

O Intraplex é uma solução que busca fortalecer o transporte de dados através de redes IP e resolve problemas de perdas de sinal por conta de conexões falhas. Ele oferece uma camada adicional para os streams DAB/DAB+ e DRM IP ao implantar a combinação de um sistema de proteção de pacotes com diversidade de tempo/rede e correção de erros futuros. Além disso, ele pode conectar redes LAN através de redes de grande área para reforçar a confiabilidade do transporte de sinal através de grandes regiões com múltiplos locais de transmissão e recebimento, o que atrai broadcasters e operadores de rede.

Já o Intraplex IP Link MPXp impulsiona as forças dos antigo codecs IP Link (incluindo a tecnologia Dynamic Stream Splicing para mitigar a perda dos pacotes IP e eliminar o tempo fora do ar, para a correção de erros futuros e um trio de interfaces de rede para otimização dos streams) enquanto fortalece os broadcasters com mais opções de transporte de sinal de uma simples caixa com baixo índice de bitrates. O último lançamento reduz esse índice de 1,8Mb/s para 1,65Mb/s, abrindo mais proteção dos pacotes e de serviços de áudio e vídeo adicionais. Ele suporta sinais compostos analógico e digital AES 192 por meio de um caminho digital IP seguro e confiável de um codec simples. Sua capacidade de domínio dual permite aos broadcasters instalar um novo processador de áudio suportando AES 192 e fazê-lo interoperar com um excitador suportandoa interface de um sinal analógico composto hoje. Isso oferece um caminho transitório para uma atualização de excitador digital futura e reforça a qualidade do sinal ao manter o domínio digital através da trajetória IP.

Outro grande destaque da GatesAir são os transmissores Maxiva ULTE, que buscam trazer mais eficiência para a transmissão UHF com melhorias de 20% na qualidade dos equipamentos. Lançados na NAB 2017, os transmissores compatíveis com IP e com resfriamento líquido possuem grande performance IRF e capacidade de redução de custos relacionados a despesas operacionais e manutenção.

O ULXTE incorpora os últimos dispositivos LDMOS RF, que são responsáveis pela eficiência e ganhos de energia. A empresa melhorou a eficiência do transmissor em 45% e melhorou a capacidade de sua bateria em 20%.

Ele também possui integração com os excitadores Maxiva XTE da última geração. Com um modulador definido por software, o XTEinclui entradas IP nativas e elimina a necessidade de reequipar os transmissores com gear adicional para possibilitar a conectividade de rede para DVB-T2, DVB-T2 Lite, DVB-T, ISDB-T, ATSC 3.0 e outros padrões. Isso dá aos broadcasters uma solução out-of-the-box para simplificar a entrada e saída de serviços multimídia por meio de uma rede IP local ou abrangente.

“O UXLTE traz excelente performance RF, força de sinal e qualidade aos broadcasters que querem economia de custos que o resfriamento líquido oferece dentro da planta RF, particularmente em climas que exigem cargas de refrigeração para transmissores com resfriamento a ar”, disse Rich Redmond, CPO da GatesAir. “Essas melhorias, em conjunto com uma carga reduzida no sistema de manutenção e monitoramento, diminuem os custos totais e aumentam a confiança no produto”, afirmou. 

Notícias Relacionadas